O MELHOR DO MUNDO

Favela Rising foi eleito o melhor documentário do mundo pelo IDA (International Documentary Association) . O filme conta a história de Anderson Sá, vocalista da banda AfroReggae. Nascido em Vigário Geral, ele perdeu um tio na chacina de 1993, beirou a criminalidade e ainda superou um drama pessoal: ficou tetraplégico após cair de sua prancha  mas, milagrosamente, conseguiu se recuperar em poucos dias. Tudo isso foi registrado por Jeff Zimbalist e Matt Mochary e está emocionando a crítica internacional.

 

Anderson Sá é atualmente presidente do Grupo Cultural AfroReggae e vocalista da banda AfroReggae e desde 1995 eu o acompanho fotografando os projetos e eventos desta instituição que hoje ocupa um lugar de destaque no cenário social e cultural do Brasil.

Por isto, a este negro em cena que prestamos esta homenagem. 

 

No dia 09 de dezembro Anderson e José Junior coordenador executivo do Afro Reggae estarão em Los Angeles junto com os diretores na cerimônia de premiação.

 

Ela e Eu

Caetano Veloso

 

Há flores de cores concentradas

Ondas queimam rochas com seu sal

Vibrações do sol no por da estrada

Muita coisa quase nada,

Cataclisma e carnaval.

 

Há muitos planetas habilitados

E um vazio na imensidão do céu

Bem e mau boca e mel

E esta voz que Deus me deu

 

Mais nada é igual a ela e eu!!!

 

Fotos: Ierê Ferreira

 

 

Nos dias 5, 6 e 7 de outubro aconteceu no Hotel Sofitel, em Copacabana, Rio de Janeiro, a III Conferência da Diáspora Africana.

Este evento reuniu acadêmicos negros de vários países!

O Brasil, Estados Unidos, França, África, entre outros, puderam trocar experiências sobre arte, cultura, educação, gênero e raça, leis e demais assuntos pertinentes a essa gente que grande parte do mundo branco insiste em descartar.

Posso afirmar que este foi um evento único no Brasil e um grande passo da comunidade negra rumo a um futuro mais digno.

Produzido por Wânia Sant’Anna, que foi Secretária de Direitos Humanos, e pelo Professor de Antropologia e Comunicação da Universidade Federal Fluminense, Julio César Tavares, que fizeram questão de reunir uma grande equipe de jovens negros acadêmicos para conduzir com eficiência a ASWAD- Associação Para o Estudo da Diáspora Africana no Mundo.

Agora é só conferir as fotos.

 

Fotos: Ierê Ferreira

 

Sem comentários.

Soweto

De: Djavan

 

Kinshasa, Beirute, Maranhão.

O negro que lute

Pra poder sonhar em mudar isso aqui.

O poder tem tantas mãos

E só sabe mentir!

Quanto mais se diz

E mais o povo quer eleição.

 

Ninguém esperava ver

A terra estremecer com o apartheid.

Deus salve Soweto

Caricias e calor nos guetos.

 

De cada canto do mundo

Meu amor

Com tanto assunto

E eu a te adorar

Absurdo seria

Não pensar que é normal

Se arma todo dia

Para combater o mal

O povo votaria

E assim eu amarei

A serra, a maré, o litoral.

 

Deus salve Soweto

Subtrai de governo

Os que trairão.

Esse não

Já tem gente demais

A querer mandar!

 

O povo quer florescer e ganhar a vida!!!  

Não sei quem é o autor desta foto mais gostaria de poder parabeniza-lo.

Esta é uma foto atual que mostra a exclusão de uma raça que é Humana! 

Oxossê

Oxossê, o caçador invencível, com sua flecha conseguiu vencer Adja Odún Aini, trazendo a prosperidade, tornando-se assim o rei de Ketu.

Ele é filho de Iroco com Odudua, teve como grande amor Oxum, que o ajudou a criar seu filho adotivo, Logum Edé. É o senhor da caça, da fartura e da prosperidade.

Oxossê era o músico dos orixás, tendo o poder de encantar a qualquer ser vivo com o som dos atabaques que cediam aos seus toques mágicos. Alguns diziam que isto vinha a compensar seu comportamento introvertido, já que dificilmente ele dizia ou deixava demonstrar o que estava sentindo.

 Koque aró! Koque Odé!

Foto: Ierê Ferreira

Tudo Tem Ar de Ficção.

 

Há uma seqüela na sociedade

Desde que a primeira imagem

Surgiu na televisão.

 

Um incêndio no Joelma

Irmão, coragem pra matar

John Kennedy, John Lennon

João do Ceara.

 

Tudo tem ar de ficção!

Há uma seqüela na sociedade

E a favela morre e mata sem perdão

E cresse nas encostas, os barracos

Que matam florestas

E sangram a fauna, empurrados,

Pela minoria forte

Que acha que a morte

Não desse de lá!

 

Há uma sociedade que não acredita

No Caso Verdade e nem liga

Para o Linha Direta.

Pois paga propina e bate no peito

Com a certeza que isso não é um

Desvio de conduta e nem um

Defeito filho da puta.

 

E na cidade onde se ganha o pão,

Também se come a carne

E suja-se o chão

Onde dorme o que seria

O futuro da nação.

 

E na telinha tudo parece ficção

Para a sociedade seqüelada

Que criou um mostro e acha

Que não fez nada.

 

Ierê Ferreira

Foto. Ierê Ferreira

   

Será que vamos ficar

Parados sem saber

O que vamos fazer,

Ou vamos voando

Buscar o que é nosso

O que queremos?

 

Entre a duvida e a divida

Não vale duvidar-mos

Um do outro...

 

Ierê Ferreira

Foto: Ierê Ferreira

Velho piano

Velho piano

Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro

 

Ah! O amor muda tanto

Parece que o encanto

O cotidiano desfaz

Feito um verso jogado num canto

De um velho piano

 

E ele estende seu manto

Feito um soberano

E vem como um santo

Mais parte profano

Parece um cigano

Não volta jamais

 

Ah! O amor causa espanto

O amor é o engano que traz desengano por trás

E no entanto,

Todo ser humano

Por ele faz plano demais

Erra demais

 

Ai, é o amor, barco tonto

Num vasto oceano

De risos e de pranto

De gozo e de dano

E como é mundano

Não para no cais

E quando quer paz

É tarde demais.

Foto: Ierê Ferreira

 

 

 

" Sonhe com as estrelas, apenas sonhe,

pois elas só podem brilhar no céu.

Não tente deter o vento,

ele precisa correr por toda parte,

ele tem pressa de chegar, sabe-se lá onde...

As lágrimas?

Não as seque,

Elas precisam correr em minha,

Na sua, em todas as faces.

O sorriso!...

Esse você deve segurar,

Não o deixe ir embora, agarre-o!

Persiga um sonho,

mas, não o deixe viver sozinho.

Alimente a sua alma com o amor,

cure as suas feridas com carinho.

Descubra-se todos os dias,

não se deixe levar pelas vontades,

não enlouqueça por elas.

Abasteça seu coração de fé,

não a perca nunca!

Alague seu coração de esperanças,

mas não deixe que ele se afogue nelas.

Se achar que precisa voltar, volte!

Se perceber que precisa seguir, siga!

Se estiver tudo errado, comece novamente!

Se estiver tudo certo, continue.

Se sentir saudades, mate-as.

Se perder um amor, não se perca!...

Se o achar, segure-o!

Circunde-se de rosas e ame...

O mais é nada".

 

Fernando Pessoa

Foto: Ierê Ferreira

Encontro Das Águas


Sem querer te perdi tentando te encontrar
Por te amar demais sofri, amor
Me senti traído e traidor
Fui cruel sem saber que entre o bem e o mal
Deus criou um laço forte, um nó
E quem viverá um lado só?

A paixão veio assim afluente sem fim
Rio que não deságua
Aprendi com a dor nada mais é o amor
Que o encontro das águas.


Esse amor hoje vai pra nunca mais voltar
Como faz o velho pescador
Quando sabe que é a vez do mar
Qual de nós já foi buscar o que viu partir
Quis gritar, mas segurou a voz
Quis chorar, mas conseguiu sorrir?

Quem eu sou pra querer
Entender o amor?

Foto: Ierê Ferreira

Dores de Amores

Luiz Melodia

 

Eu fico com essa dor

Ou essa dor tem que morrer

A dor que nos ensina

E a vontade de não ter

Sofre demais, que fruto.

Nós precisamos aprender

 

Eu grito e me solto

Eu preciso aprender

 

Curo esse rasgo ou ignoro qualquer ser

Sigo enganado ou enganando o meu viver

Pois quando estou amando

É parecido com sofrer

 

Eu morro de amores

Eu preciso aprender.

Veias da Terra

 As veias da terra

Estão engorduradas

E a próxima parada

Pode ser uma parada

Cardíaca...

Ierê Ferreira

Foto: Ierê Ferreira

Campanhas IBISS

 

 

Fotos: Ierê Ferreira

 

[ ver mensagens anteriores ]